“A voz de Marielle não deve se calar”, afirma Angelo


O deputado Angelo Almeida (PSB) deu entrada nesta quinta-feira (15) na Assembleia Legislativa da Bahia, em uma Moção de Pesar pela morte da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (PSOL) que ele definiu como trágica e violenta.
A vereadora e o motorista Anderson Pedro Gomes, foram assassinados a tiros na noite de desta quarta-feira (14), no Centro do Rio de Janeiro, quando retornavam de um evento em que foi discutido o aumento da violência contra mulheres negras na capital fluminense. Ativa nas redes sociais, a vereadora costumava postar mensagens de apoio ao movimento negro e aos direitos das mulheres, sendo constantes suas críticas aos governos Federal, do Estado e Município do Rio de Janeiro. Recentemente foi nomeada relatora da Comissão que acompanhava a Intervenção Federal no estado.
“Não podemos aceitar a barbárie em que vivemos. Marielle era uma voz que representava milhares de outras vozes em favor dos direitos humanos e contra as injustiças e desigualdades. E é por representar milhares de vozes que a partir de agora a dela não deve se calar”, declarou o deputado.
Além de constar nos anais da Assembleia Legislativa da Bahia, foi solicitado que a Moção fosse também encaminhada para Câmara Municipal de Vereadores do Rio de Janeiro.

+ Não há comentários

Escreva o seu