Angelo sugere criação da Central de Atendimento em Libras


“Fechem seus olhos, tapem seus ouvidos, agora imaginem a sua vida assim. Conseguiriam se comunicar perfeitamente?”. O instigante convite tem como objetivo reforçar a importância da implantação de politicas públicas direcionadas para pessoas com deficiência e ilustra a indicação encaminhada ao Governo do Estado pelo deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar da Pessoa com Deficiência, Angelo Almeida, para criação da Central de Atendimento em Libras (Língua Brasileira de Sinais).
A proposta é criar um espaço que possa oferecer atendimento adequado às pessoas com deficiência auditiva, facilitando a comunicação em atendimentos públicos, por exemplo. “A Central deverá ser composta por uma base de atendimento situada em local estratégico e acessível do Centro Administrativo da Bahia (CAB); dispor de um número mínimo permanente de intérpretes de Libras para possibilitar a prestação do serviço de interpretação, orientação e agendamento do atendimento solicitado pelo usuário nos serviços das repartições públicas do Estado”, sugere a proposta. Equipamentos tecnológicos que possam facilitar essa comunicação também estão previstos no projeto.
De acordo com o deputado a Central também poderá também prestar suporte às prefeituras, hospitais, delegacias e outros serviços. “Mesmo com todas as leis que asseguram a acessibilidade e igualdade de direitos, a maioria das pessoas surdas ainda chegam aos órgãos e repartições públicas e não conseguem se comunicar pela falta de interpretes. Garantir a comunicação das pessoas em lugares essenciais é o básico e precisa ser assegurado. Acredito que a Central de Libras pode dinamizar e otimizar o atendimento”, justifica.

+ Não há comentários

Escreva o seu