Parecer de projeto que beneficia pessoas com obesidade mórbida é aprovado


Foi aprovado nesta terça-feira (26), o parecer da Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa da Bahia do projeto de Lei que designa a Implantação do Programa de Enfrentamento da Obesidade Mórbida. Os demais membros da comissão seguiram a indicação do relator da matéria, deputado estadual Angelo Almeida (PSB).

A proposta de autoria do deputado estadual José de Arimatéia (PRB), inclui campanhas de esclarecimentos e prevenção em escolas, hospitais e postos de saúde. Além disso, o projeto prevê que o portador de obesidade mórbida tenha assegurado pelo Estado a cirurgia bariátrica, desde o diagnóstico até acompanhamento pós-operatório, incluindo o fornecimento gratuito de medicamentos e cirurgias reparadoras.

A estimativa do Ministério da Saúde é que na Bahia existe cerca de 900 mil obesos mórbidos. Entre as capitais da região Nordeste, Salvador concentra o maior número de pessoas que sofrem da doença, afetando principalmente jovens e adultos.

“É fundamental que o Estado da Bahia, através da Secretaria Estadual de Saúde, adote medidas de prevenção e tratamento para a obesidade mórbida disponibilizando na rede pública atendimento qualificado, na capital e interior”, considerou o deputado durante a aprovação do parecer.

+ Não há comentários

Escreva o seu