Associação Feirense de Surdos realiza congresso em comemoração ao Setembro Azul


“Nós não podemos desistir de lutar, seja pelo acesso a educação, seja pela aceitação ou acessibilidade. Nossos direitos existem e temos que continuar lutando por eles, e para isso precisamos estar fortes e unidos. Se lutarmos todos juntos, vamos conseguir”. Esse foi o recado do presidente da Associação Feirense de Surdos, Pablo Almeida, durante o seminário que aconteceu neste domingo (24), no Teatro Margarida Ribeiro, onde a comunidade surda se reuniu para celebrar o Setembro Azul – mês de luta para os militantes da causa.
O deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar da Pessoa com Deficiência da Bahia, Angelo Almeida (PSB), participou do evento e ressaltou a tarefa do coletivo. “A Frente Parlamentar foi criada para que as políticas públicas sejam efetivadas e as lutas diárias que vocês apresentam aqui hoje sejam fortalecidas. Nosso papel é unir forças para que direitos como o acesso a educação sejam priorizados”, afirma o deputado.
A luta pela presença de interpretes de libras nas salas de aula, órgãos públicos e instituições foram alguns dos problemas apresentados pelos participantes que relataram os desafios para pessoa surda. Para mães como Luciana Barros, cada avanço deve ser comemorado, mas o principal desafio ainda não mudou. “O maior problema que enfrentamos é o preconceito”, lamenta.

+ Não há comentários

Escreva o seu