Oficina promove inclusão nas redes sociais


“A primeira oportunidade de falar sobre o projeto #PraCegoVer foi a convite da Frente Parlamentar e isso me deixou muito feliz por que mostrou o cuidado do deputado Angelo Almeida em prestigiar a prata da casa e os talentos locais”. Foi com essas palavras que a coordenadora de Educação Especial da Secretaria de Educação do Estado da Bahia, Patrícia Braile, sintetizou a satisfação de realizar a 1ª Oficina de Descrição de Imagem para Redes Sociais para profisisonais da imprensa, da comunicação das secretarias de Estado e dos mandatos parlamentares desde a criação do projeto, em 2012.

A oficina, realizada nesta terça-feira (25), no Plenarinho da Assembleia Legislativa da Bahia, reuniu 30 profisisonais de todas as idades, mas com o mesmo objetivo em comum: aprender a dominar a ferramenta que ganhou a internet.

“Eu já havia tentado incorporar as hashtags em minhas postagens, mas me sentia muito insegura quanto aos critérios de descrição. Portanto, essa foi uma oportunidade de conhecer essa ferramneta fantástica de audiodescrição e aprender com quem criou o projeto”, resumiu a jornalista Renata Miranda, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult).

Para o também jornalista Tássio Santos, do Blog Herdeira da Beleza, mais do que um aprendizado, a oficina lhe trouxe sensibilidade. “Realmente é uma dificuldade o público cego navegar na internet e parte dessas dificuldades, às vezes, nem é a plataforma, mas o fato da gente não saber como usar a ferramenta”, salientou.

De forma lúdica, Patrícia Braile, realizou várias dinâmicas durante a oficina, que também colocou os participantes em contato com o Braile, sistema de escrita e leitura tátil para as pessoas cegas.

“Algumas pessoas sentiram dificuldade em entender o Braile, que realmente não é tão fácil, mas todos podem aprender. Como pessoa cega fico feliz em participar desta oficina que me possibilitou uma troca muito grande de experiência”, parabenizou Marilúcia Sena, funcionária da Assembleia Legislativa.

Para o presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos e de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência da Bahia, deputado Angelo Almeida (PSB), a ideia do coletivo formado também pelos deputados Bira Coroa, Bobô, Manassés e as deputadas Fabíola Mansur, Fátima Nunes e Mirela Macedo, é de promover a disseminação da cultura da acessibilidade através da difusão do projeto #PraCegoVer, que tem como objetivo fazer a audiodescrição de imagens para que pessoas com deficiência visual possam ter acesso a conteúdo digital.

“Esse curso é resultado de uma ação articulada com a coordenação de Educação Inclusiva da Secretaria da Educação, a quem agradeço em nome do secretário Walter Pinheiro e da sua coordenadora e idealizadora do projeto, Patrícia Braile, que doou seu tempo durante merecidas férias para compartilhar seu conhecimento”, frisou o deputado Angelo Almeida. Ele adiantou que, devido ao sucesso da Oficina #PraCegoVer, a Frente Parlamentar irá dar continuidade à parceria com a Secretaria da Educação para realização de outras atividades também na área da acessibilidade.

+ Não há comentários

Escreva o seu